Vieira, o homem de acção, o esgrimista da palavra falada ou escrita, comemora este ano o quadringentésimo aniversário. A Escola Secundária de Albufeira, convidada pelo Secretário-Geral de 2008 Ano Vieirino, associa-se, com o projecto Pe. António Vieira na Escola: 1608-2008, a 2008 Ano Vieirino (http://www.anovieirino.com/) e ao Programa de Comemorações levado a cabo pela Comissão Organizadora (Universidade de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa e Província Portuguesa da Companhia de Jesus).
As várias instituições pretendem, desta forma, que os leitores e apreciadores de Vieira, e o público em geral celebrem conjuntamente um dos grandes mestres da língua portuguesa.

A grandeza literária do século XVII português, sem qualquer sombra de dúvida, reside nos Sermões de Pe. António Vieira. Ali vamos encontrar a sua personalidade e a experiência humana; o seu intelectualismo e a graça levíssima; o político; o orador; o homem que tão bem soube aproveitar a Bíblia na sua fonte inesgotável de alegorias e comparações, para, numa observação atenta e lúcida das realidades que o circundavam, escrever discursos ricos em símbolos naturais: “Mas a aranha só tem pés e tem pequena cabeça, e sabe muito bem o seu conto. Sobe-se mão ante mão a um canto destas abóbadas douradas, e a primeira coisa que faz é desentranhar-se toda em finezas. Com estes fios tão finos, que ao princípio mal se divisam, lança suas linhas, arma seus teares, e toda a fábrica se vem a rematar em uma rede para pescar e comer.” (Sermão da Primeira Sexta-Feira da Quaresma (1651).

Sem comentários:

Poderá também gostar de - LinkWithin

Artigos relacionados por LinkWithin